Make your own free website on Tripod.com

        prev.gif (10333 bytes)                      Macieira de Alcova

brasaoma.jpg (6108 bytes)

      Número de habitantes: 110

      Área: 939 ha

      Lugares: Carvalho, Macieira de Alcoba, Ribeiro e Urgueira

        Nos contrafortes serranos do Caramulo, em zona de xisto e de granito que se designou serra ou monte Alcova, situa-se a freguesia mais afastada da sede do Concelho, um rincão aprazível ainda inpregnado de ruralidade serrana, que dá pelo nome de Macieira de Alcova. Freguesia, durante muito tempo de dificil acesso, esta povoação teve quase a forçada possibilidade e o condão de guardar no seu seio, aspectos linguísticos, etnográficos e folclóricos dignos de menção e registo. as velhas culturas, como a do linho, e as pequenas indústrias caseiras que vieram desaparecendo com o tempo, como a utilização dos teares para a tecelagem das suas fibras e a moagem para os seus próprios cereais, permitiram a existência de um espólio ergográfico e ergológico importante que é necessário recolher, registar e estudar enquanto é tempo.Macieira de Alcova mantém dentro do Concelho, um interesse fundamental no que diz respeito à antropologia e à etnologia, o qual deve ser aproveitado, de cujo leque farão parte predominante os seus usos, costumes e tradições.

mac1.jpg (100389 bytes)

        O antigo uso feminino da simpática capucha de lã ou de burel, sempre escura ou preta, da saia rodada e da chinela, tão caracteristicas destas abas serranas, bem como o uso da velha distribuição do pão, após os funerais, depositado na rude mesa de granito junto à parte de trás da Igreja, como muitos outros usos e costumes, não podem nem devem desaparecer.

      Muito ligada geograficamente ao Préstimo, ajudou a formar com outras povoações um concelho medieval e está inclusa no Foral Manuelino concedido à terra do Préstimo a 6 de Fevereiro de 1514.

      A Igreja Paroquial, cujo orago é o bispo São Martinho, é uma reconstrução essencialmente de granito, material da região. O seu interior, constituído por várias peças que têm origem em séculos passados, como a placa de calcário que representa o Calvário com Cristo e São João, a escultura da Virgem com o menino também de calcário e até os retábulos mais recentes e o próprio púlpito também de granito, envolvendo o todo numa serenidade rústica que convida à paz e à meditação.                         

              mac2.jpg (36894 bytes)             mac3.jpg (19901 bytes)

     prev.gif (10333 bytes)